Batman: Arkham Asylum – O “Coringa” dos jogos do Homem-Morcego

1 10 2009

Por Henrique Neto

Salve galera batuta.
Infelizmente ontem, devido a uma série de eventos imprevisieis, imprevistos e imprevisosos, acabou que não deu tempo de postar aqui no blog.
Pois bem… Hoje estou de volta. HURRAY!!!

E aproveitando os eventos de ontem, acabei por fazer alguns videos que utilizaria no post de hoje.
Revíu
Review de hoje é do mega fodastilistico fantabuloso sensacional Batman: Arkham Asylum – O primeiro jogo do homem-morcego que realmente presta.
Pois é, parece que esse ano o pessoal das produtoras resolveu acertar nas fórmulas dos jogos.
A EA conseguio ressussitar o NFS, Modern Warfare 2 vem ai depois do desapontamento com Call of Duty 5 e a Valve fez cagada denovo e a Eidos lançou Batman: Arkham Asylum.

O que falar do jogo?

A) Que ele é simplesmente viciante (     )

B) Que ele é um prato cheio para os “graphics whore” a.k.a. “eye-candeiros” (     )

C) Que o sistema de lutas é um dos melhores de todos que já joguei (     )

D) TODAS AS ANTERIORES (favor marcar o X aqui) (     )

Sim, todas as opções anteriores estão corretas. Batman: A.A. é fantastico. Gráficos lindos, ambientação e trilha sonora sensacionais, sistema de luta extremamente bem produzido e exaustivamente testado ao que aparenta e para os nVidias fanboys, utilização do PhysX que é uma porcaria realmente VALE A PENA.

Mas enfim, esses são apenas alguns pontos dessa maravilha que “Batman: Arkham Asylum” é. Além de tudo isso, ainda existe a trama, que é estupidamente envolvente. Comassim? Tudo começa quando Batman captura o Joker, o bobo, o palhaço o Coringa e o leva de volta para o asilo de Arkham. Como era de se esperar, o Coringa consegue escapar e põe em funcionamento seu plano para exterminar o Batman. Para melhorar tudo isso, Arkham Asylum é o lugar para onde todos os piores inimigos do Batman são levados, ou seja, além do Coringa, você terá contra você, Harley Quinn, o Espantalho, o Charada, Bane, Era Venenosa entre outros. Figuras como a do Comissário Gordon também estão presentes no jogo.

Harley Quinn, agora de roupa nova.

Harley Quinn, agora de roupa nova.

Era Venenosa. Menos roupa ainda...

Era Venenosa. Menos roupa ainda...

Espantalho. Na minha opinião, o vilão mais mentalmente "perturbado".

Espantalho. Na minha opinião, o vilão mais mentalmente "perturbado".

Vale constar que todos os inimigos de Batman foram fielmente reproduzidos e todos contam com um extenso “background” incluindo até em qual edição dos quadrinhos originais o vilão apareceu pela primeira vez. Para os geeks de quadrinhos de plantão, é um prato cheio! Há também trechos de consultas psiquiatricas feitas com os vilões na tentativa de “cura-los”. Devo dizer que minhas entrevistas favoritas são as com o Charada.

*SPOILER ALERT*
A “piada” com o bebê é genial e doente ao mesmo tempo.

O jogo tras cenários gigantescos que envolvem muita investigação e muita andança caminhada pelas instalações de Arkham Asylum. Todos muito bem projetados e com uma temática decadente. Há também várias “charadas” escondidas adivinhem por quem?! O CHARADA! DUH! Além das charadas, há troféus escondidos que lhe garantem experiencia e/ou informações sobre personagens ou a própria historia do Asilo de Arkham. Vale lembrar também que o asilo em sí tem uma historia sombria e até um tanto quanto “perturbada”. Infelizmente ainda não encontrei nem ¹/3 da história do Asilo, mas do pouco que encontrei, já foi o suficiente pra saber a desgraçada que deu dos acontecimentos do Asilo. Bom, não falarei mais sobre o mesmo para não estragar a graça da parada.

Desnecessário dizer que o Batmão Homem-Morcego conta com vários “gadgets” que o ajudam na evolução através do asilo, sendo alguns deles, o infalível Bat-gancho, o vital Batarang e a “indispensavel para encontrar troféis do Charada” Bat-pistola de spray explosivo (porquê tem que ter bat no começo de tudo?).
Outra parte interessante de Batman: A.A. é a parte investigativa. Isso mesmo, não basta sair sentando o sarrafo nos derrubando todos os inimigos para evoluir em certos cenários, aliás, boa parte dos cenários exige investigação, nem que seja lugares para se escalar ou até, o melhor plano para derrubar os 30 inimigos que você encontrará na mesma sala. Batman conta com uma espécie de multi-visão mega special bat-raio-X que permite ver traços de algum odôr, como os de tabaco ou bebida alcoolica, ou  até a frequencia cardiaca de um inimigo e é muito utilizada para saber o que se encontra na sala a sua frente.

O mecânismo de luta é outro ponto fortíssimo de Batman: Arkham Asylum. Os movimentos são absurdamente realisticos, bem bolados e típicos de um super-herói como o Batman.
Vários golpes acrobáticos, violentos e todos acompanhados pelo, sem exageiro, belíssimo movimento da batcapa. Em alguns momentos, chega até a parecer uma dança violenta (confiram no video a baixo).

Bom, básicamente, Batman: Arkham Asylum tem grandes chances de ser “O JOGO DO ANO” na minha opinião.
Mesmo não contando com um suporte multiplayer, o jogo consegue te prender por horas na frente do PC/Console sem te deixar enjoar. Já faz um tempo que não vejo um jogo single-player tão bom assim.

Os gráficos do jogo são um show a parte. A engine utilizada foi a Unreal Engine 3, que é conhecida por seu realismo incrível. Todos os personagens são extremamente detalhados, sendo possível reparar em todos os dentes do Coringa por exemplo ou então, em todas as rugas do resto do mesmo. É possível ver até a barba por fazer do Batman, entre outros detalhes que somente vocês vendo para entender. O único ponto negativo na parte gráfica, e que não se aplica aos usuarios de GPUs nVidia, é que o anti-aliasing, mesmo que forçado pelos drivers da ATI não é o suficiente, deixando aparente varios serrilhados, isso sem levar em consideração o famigerado “tearing” que mesmo com Vsync ligado, ocorre, porém, totalmente perdoáveis considerando a beleza dos cenários e dos personagens.

Enfim… Segue mais algumas fotos dos “super-vilões” e um videozinho curto demonstrando o mecânismo de luta e o primeiro “Challenge” destravável. Reparem que fiz questão de reduzir a velocidade de uma luta de 10 “capangas” contra o Batman. Nem preciso dizer quem saiu vencedor certo? Afinal de contas, ELE É O BATMAN!!!!

Bane e suas "DORGAS MANO RIARIARIARIA"

Bane e suas "DORGAS MANO RIARIARIARIA"

O Coringa, o Joker, o Bobo, o Palhaço...

O Coringa, o Joker, o Bobo, o Palhaço...

Primeiro desafio destravavel após encontrar um certo numero de troféus do Charada e em seguida, luta de 10 capangas contra o Homem-Morcego.

Bom, é isso ae pessoal.
Espero que vocês tenham gostado da análise.
Não esqueçam de comentar e de assinar o meu feed RSS.

Abraços a todos.


Ações

Information

One response

22 10 2009
DaNiL023

Maninho ta ficando mto bom esse seu blog

parabéns ta mto legal esse jogo de carro mto loko

isso ae continue assim =]]

parabéns e abraços

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: